Blog de Tec

Nada que é digital nos é estranho

 

Tatuagem social

Atualização: A empresa Pretty Social confirmou que o vídeo é uma campanha de marketing viral e que a tatuagem não é verdadeira. Tudo para divulgar um aplicativo da companhia, que decora objetos com fotos da rede social. A tatuagem saiu do braço de Susy após cinco dias.

 

A usuária do YouTube postou um vídeo polêmico em 30/05 (não, o assunto não foi 'mamilos').

Susy decidiu tatuar os amigos do Facebook no braço. No mosaico com a foto dos perfis, que vai do ombro ao pulso, só os 152 amigos mais importantes, segundo ela própria disse na descrição do vídeo.

Todo o processo demorou duas semanas. Alguns usuários questionam a veracidade do fato e muitos a insultam, indagando o que ela fará quando receber novas solicitações de amigos e o que acontece quando eles mudarem as fotos dos perfis... "Amigos mudam, seu braço não", disse um deles.

Veja abaixo:


Você acha que é verdade? Faria algo parecido?

Escrito por Alexandre Orrico às 18h32

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Veja demonstração do Windows 8

Escrito por Rafael Capanema às 01h50

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Veja teste comparativo dos principais serviços de música na nuvem - Parte 1

Por Bruno Romani, Colaboração para a Folha

O caderno Tec de hoje trata de vários aspectos da nuvem computacional. Um deles é o streaming de música, que vai ganhando mais adeptos e atraindo gigantes do setor, como Amazon, Google e Apple.

Tendo isso como pano de fundo, decidi testar e comparar os principais serviços disponíveis no país: 

Escolhi sete categorias que, acredito, servirão para avaliar os pontos positivos e negativos de cada serviço. São elas: qualidade de aúdio, catálogo, interface, serviço de recomendação, serviço de busca, serviço de rádio e preço.

Vale lembrar, porém, que comparar algo como serviços de música está longe de ser uma ciência exata. Ao contrário, isso é algo bem subjetivo e, portanto, convido os leitores a fazerem seus testes e compartilharem seus resultados.

Para deixar claro: sou usuário assíduo do Grooveshark (veja imagem do site abaixo), nem tão assíduo da Rádio UOL e do Sonora e não sou usuário do Last.fm. Mas chega de papo e vamos aos testes.

QUALIDADE DO AÚDIO

Para descobrir quem tem o melhor aúdio, escutei a mesma música nos quatro serviços. Mas, em vez de ouvir a canção até o final em cada um deles, eu a dividi em trechos. Ouvia, por exemplo, introdução e estrofe quatro vezes antes de avançar para o refrão. Depois ouvia o refrão em cada serviço antes de testar o próximo fragmento.

Repeti a operação duas vezes, usando em cada uma delas uma música diferente do Nirvana. A primeira foi “Lounge Act” e a segunda “Heart Shaped Box”.

Para garantir que estava recebendo o melhor de cada um dos serviços, deixei os volumes do computador e do player de cada serviço no máximo.

Resultado: Last.fm e Rádio UOL são bem parecidos. A transmissão parecia de boa qualidade, sem compactar muito o arquivo. O volume máximo do tocador, no entanto, deixou a desejar. E isso me faz pensar que, se pudesse aumentar mais o som, as limitações da transmissão ficariam mais evidentes.

A Rádio UOL me surpreendeu positivamente, pois ainda me lembro da péssima qualidade do aúdio do serviço antes de promover mudanças. Mesmo assim, ela não levou esse quesito.

O ganhador é o Grooveshark, que também foi uma boa surpresa. Por ser um serviço no qual as pessoas é que carregam os arquivos no serviço, esperava uma qualidade pior.

Nos testes, porém, os arquivos tinham bastante qualidade, como se fossem arquivos que foram extraídos de um CD antes de irem parar na rede. E, aparentemente, o Grooveshark mantém algum sistema para garantir a qualidade das músicas, pois não notei diferenças sensíveis entre as músicas do serviço.

O grande perdedor foi o Sonora, cuja transmissão no plano grátis (não testei os planos pagos) é de longe a pior entre os quatro serviços. Pareciam arquivos ultracompactados, como se fosse um MP3 de 96 kbps.

Placar parcial: Rádio UOL 0, Sonora 0, Last.fm 0, Grooveshark 1

CATÁLOGO

Claro que um catálogo só vai ser bom se um usuário encontrar aquilo que procura. De nada adianta 10 bilhões de músicas, se você não encontrar aquela que você quer escutar.

Dessa maneira, busquei por cinco artistas diferentes para medir o que cada site tem a oferecer (já que nenhum deles tem um número oficial sobre o tamanho do catálogo).

São eles: Muse (banda internacional que é grande na atualidade), Amado Batista (artista brasileiro das antigas com uma grande discografia), TVTV (pequena banda estrangeira), Ivete Sangalo (artista brasileira popular) e Rolling Stones (banda estrangeira com um vasto catálogo).

Nessa categoria, o vencedor é o Last.fm. Não apenas ele encontrou todos os artistas, como tinha discografias completas deles. Só do Amado Batista  foram 39 discos. O serviço também encontrou sons do TVTV, que não achava que ia aparecer em nenhum serviço e que inclui no teste por saber da dificuldade que ela causaria.

Vale aqui uma menção honrosa ao Sonora, que tinha a discografia completa de todos, exceto a do TVTV. Só do Amado Batista, foram relacionados 30 discos.

O Grooveshark tem vários desfalques nas discografias, justamente por ser um repositório dos usuários. Isso, por outro lado, é um trunfo do serviço para abrigar artistas bem desconhecidos, como o TVTV. O Grooveshark teve performance boa com artistas ainda desconhecidos, mas pecou quando se tratava dos artistas brasileiros.

Já a Rádio UOL, além de não se dar bem com os desconhecidos, não tem discografias completas de vários artistas. Nos testes, haviam desfalques graves nas listas do Muse, Amado Batista e Rolling Stones. Sem dúvida, o grande perdedor no quesito.

Placar parcial: Rádio UOL 0, Sonora 0, Last.fm 1, Grooveshark 1

INTERFACE

Quando analiso a interface de um serviço faço apenas uma pergunta: É fácil de usar quando chego a ele pela primeira vez? Isso significa que não pode ser complicado acessar todas as funções e tarefas que o site oferece. A disposição visual das coisas, portanto, é fundamental.

O campeão do quesito é o Sonora. Tudo é fácil de encontrar e o nível de poluição visual é baixo. A página inicial tem um campo de buscas enorme no topo, com abas grandes logo abaixo que indicam cada função do serviço. 

A Last.fm, com tantas funções, não é muito amigável. A dificuldade para encontrá-las tem o potencial para espantar o viajante de primeira viagem.

Pior é o Grooveshark, que, embora tenha poucas funções, não é nada intuitivo. Com aquela aparência de serviço P2P, fazer certas coisas no site demora mais do que deveria.

Já a Rádio UOL tem facilidade de uso; o campo de buscas é grande e fica no topo, como no Sonora. Mas, o que vem logo abaixo elimina o serviço da disputa. Muita informação visual, como se o site gritasse tudo o que tem de uma vez. Nesse caso, menos seria mais.

Fatores técnicos também podem contar, como a obrigatoriedade, ou não, de baixar complementos multimídia (os tais plug-ins). Se é necessário baixar alguma coisa, você cria um obstáculo a mais para o usuário. Quando um plug-in não roda em alguma plataforma (como acontece com o Flash no iOS), existe também o potencial de deixar usuários de fora.

Porém, três dos quatro candidatos (Rádio UOL, Last.fm e Grooveshark) demandam o download de Flash e o Sonora exige o Microsoft Silverlight. Eles empatam no quesito, deixando o julgamento apenas para a questão visual.

Placar parcial: Rádio UOL 0, Sonora 1, Last.fm 1, Grooveshark 1

SERVIÇO DE RECOMENDAÇÃO

Um bom serviço de recomendação é aquele que usa os artistas que você já gosta e gera uma lista de canções que mistura artistas que você conhece e não conhece.

O fator descoberta é fundamental, pois de que adiantaria receber recomendações apenas daquilo que você já conhece? Por outro lado, é bom que apareça uma música ou outra que você já conheça para manter as coisas confortáveis. É difícil encontrar o equilíbrio. O segredo do coquetel é a coerência.

Não adianta o usuário indicar que gosta de Deep Purple e a lista incluir a nova sensação do sertanejo universitário. Ou o usuário indicar que gosta de Calypso e o Slayer aparecer na lista.

Grooveshark e Rádio UOL já são eliminadas logo de cara, pois não tem serviços de recomendação. A disputa fica entre o Last.fm e o Sonora.

Eu indiquei, novamente, o Muse como artista inicial. E o resultado foi bom nos dois serviços. Tirando a indicação do Starsailor, a lista do Sonora foi correta, incluindo vários artistas que são similares à banda inglesa.

O serviço, porém, perdeu por indicar pouca coisa nova. Em uma lista de dez canções, o Last.fm indicou dois artistas bem interessantes que eu não conhecia, o que não ocorreu com o Sonora. Veja o serviço da Last.fm:

Placar parcial: Rádio UOL 0, Sonora 1, Last.fm 2, Grooveshark 1

Escrito por Amanda Demetrio às 00h10

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Veja teste comparativo dos principais serviços de música na nuvem - Parte 2

Por Bruno Romani, Colaboração para a Folha

SERVIÇO DE BUSCA

Serviço de busca é uma característica que poderia fazer parte do quesito interface. O que está sendo avaliado aqui é como o site encontra as músicas e organiza esses resultados.

Isso é muito importante para manter o interesse do usuário, porque de nada adianta o site ter 1 bilhão de canções se elas não são facilmente encontradas. Sendo assim, o serviço de buscas merece ser um quesito próprio.

Todos os quatro candidatos oferecem sugestões quando algo é digitado no campo de buscas. Já é um começo, mas ainda é pouco.

O Last.fm e a Radio UOL encontraram soluções inteligentes para melhorar a vida daquele ouvinte mais perdido. Nos dois casos, as sugestões são divididas em subcategorias. O Last.fm sugere artistas, álbuns, canções e tags. Já a Radio UOL indica artista e música.

Por exemplo, entrei no campo de buscas com a palavra “pink”, uma palavra genérica em inglês que nomeia artistas, discos e músicas. O Last.fm me sugeriu como artistas Pink Floyd, a cantora Pink e Pink Martini. Foram sugeridos discos do Pink Floyd, do Weezer e do Flaming Lips. E também apareceram músicas do Pink Floyd.

Na Radio UOL, as sugestões de artistas foram parecidas e para canções apareceram várias músicas chamadas Pink ou que tinham a palavra como parte do título. Tudo isso apareceu antes que eu apertasse o botão de busca. Veja:

A Last.fm ainda mostra as capas dos discos. Ótimo para quem tem memória visual.

A Radio UOL tem outra solução legal, que indica o número de canções ligadas a determinada busca. A palavra pink tem 114 músicas no serviço. Se você especificar a busca por Pink Panther, saberá que existem duas canções no serviço.

O Sonora e o Grooveshark tem mecânica parecida e simplória demais. Aparecem apenas sugestões de onde a palavra pode aparecer, sem distinção do que aquela busca representa. O Grooveshark faz ainda mais feio, fazendo apenas cinco sugestões.

Essa foi apenas a primeira parte do teste deste quesito. A segunda começa a partir do momento em que você aperta o botão de busca. A maneira como os resultados são organizados é muito importante.

Melhor já declarar logo o perdedor: o Grooveshark.

Além de fazer bagunça com os resultados, ele não mostra todos os possíveis logo de cara. Para pink, ele só me mostrou os artistas com a palavra no nome. As canções ou álbuns com esses títulos foram ignorados. Tive que clicar em See all  para ter acesso a tudo e, mais uma vez, com organização mínima.

Já o Last.fm tem uma bela página de resultados, que divide por artistas, álbuns, canções, tags. Tudo muito visual, o que facilita.

A Radio UOL faz uma lista organizada com todos os resultados encontrados. Nada fenomenal, mas que cumpre bem o papel de listar o que o site tem.

O Sonora tem uma tentativa de organização visual, mostrando algumas capas de disco, mas deixa do lado esquerdo a mesma lista de sugestões que aparece antes do botão de buscas ser apertado. Sugestões de busca não deveriam aparecer nesse estágio. Agora é hora de resultados, que são deixados para a parte debaixo da página.

Alem disso, a organizacao desses resultados não é boa. Ainda para a palavra pink, a lista tinha resultados para Pink, Pink Floyd e Nicki Minaj misturados

Por tudo isso, o Last.fm e a Radio UOL levam a disputa.

Placar parcial: Rádio UOL 1, Sonora 1, Last.fm 3, Grooveshark 1

SERVIÇO DE RÁDIO

Já que nem todos os candidatos tem serviço de recomendação, decidi testar o serviço de rádio, aquele que faz listas de músicas baseadas primariamente em estilos.

E a fórmula para se dar bem aqui é a mesma que falei sobre as recomendações lá em cima. Deve misturar coisas que você gosta com novidades. Repito: é difícil encontrar um bom equilíbrio.

Testei as rádios indie rock de cada um deles ouvindo as dez primeiras músicas.

A Radio UOL fez uma lista correta, incluindo grandes nomes já ligados ao rótulo. Teve Vampire Weekend, Interpol, Arcade Fire,  MGMT, Franz Ferdinand, Strokes, entre outros. Nenhuma gafe (embora The Killers já não caiba mais nessa categoria), mas faltou o fator surpresa. Vale apenas para quem quer ouvir aquilo que já conhece.

Last.fm e Grooveshark conseguiram encontrar um equilíbrio melhor para o meu ponto de vista.

A primeira teve Yeah Yeah Yeahs e Vampire Weekend, mas também teve novidades tipo Blood Red Shoes e The Vaccines. O pecado foi listar Kings of Leon, mas não foi um pecado mortal. Já o segundo teve Interpol e Arcade Fire, mas sugeriu Yeasayer e Fun.

Vale lembrar que não estou analisando as músicas e artistas (alguns eu não gosto), mas o equilíbrio entre coisas conhecidas e surpresas dentro do estilo da rádio.

O vencedor do quesito será no critério de desempate. No Last.fm você não encontra rádios por estilo. Para ouvir algo do tipo, é necessário criar uma lista sugerindo tags; atá 3 são permitidas. Por exemplo, você sugere que quer ouvir sertanejo, rap e metal melódico.

Para um site que é baseado no princípio de estações de rádio, a falta de listas por gêneros musicais incomoda. O vencedor, portanto, é o Grooveshark.

Sim, eu vou falar do Sonora, mas só porque o resultado foi muito ruim. O fator surpresa passou longe, nada de novidade tocou. E o pior: houve repetição de artistas.

Ele tocou três musicas do Oasis e duas do Snow Patrol! Ou seja, dois artistas dominaram metade de uma lista com dez canções. Isso sem contar que Oasis e Snow Patrol são quase gafes em uma rádio de indie rock. Decepção.

Placar parcial: Rádio UOL 1, Sonora 1, Last.fm 3, Grooveshark 2

PREÇO

Bom, aqui eu entendo que quem faz o menor preço leva, ou seja Grooveshark e Radio UOL.

O Grooveshark tem uma modalidade paga de US$ 9 mensais que dá acesso a um aplicativo para smartphones. Nada, porém, que comprometa a quem não quer pagar.

Já a Radio UOL não tem planos pagos. Se você quiser salvar sua lista, pode se cadastrar no serviço, mas não é obrigatório.

O Last.fm custa US$ 3 mensais (gratuito nos EUA, Reino Unido e Alemanha). O valor é baixo, mas tem gente que não quer pagar mesmo para ouvir música. Para um serviço que não permite que se escute uma música específica quando bate a vontade, o preço pode causar rejeição.

O Sonora tem um esquema complexo de planos de pagamento. Todos garantem streaming ilimitado mais downloads de MP3 e a possibilidade de fazer streaming off-line com arquivos DRM.

São eles: R$ 14,90 (R$ 9,90 nos 3 primeiros meses) que tem streaming ilimitado mais download MP3 (10 músicas), R$ 18,90 (R$ 14,90 nos 3 primeiros meses) com streaming ilimitado mais download MP3 (25 músicas), R$ 49,90 com streaming ilimitado mais download MP3 (250 músicas), R$ 24,90 (R$ 19,90 nos 3 primeiros meses) com streaming ilimitado, download ilimitado com DRM e download MP3 (10 músicas), R$ 28,90 (R$ 24,90 nos 3 primeiros meses) com streaming ilimitado, download ilimitado com DRM e download MP3 (25 músicas), R$ 59,90 com streaming ilimitado, download ilimitado com DRM e download MP3 (250 músicas)

No modo grátis, apenas 20 horas mensais de streaming são permitidas. Com direito a propaganda entre as canções, algo muito irritante.

Placar final: Rádio UOL 2, Sonora 1, Last.fm 3, Grooveshark 3

CONCLUSÃO

Houve um empate no primeiro lugar: Last.fm e Grooveshark ficaram com 3 pontos cada. Eles levaram em quesitos diferentes (não empataram na mesma categoria), portanto têm seus pontos fracos e fortes.

E, como falei no início, essa comparação nao tem nada de científica. É um trabalho subjetivo. O que vale é testar e ficar com aquele que você achar melhor. Mesmo os perdedores da disputa podem oferecer algo a você.

Placar final: Rádio UOL 2, Sonora 1, Last.fm 3, Grooveshark 3

Escrito por Amanda Demetrio às 00h00

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

O Blog de Tec é uma extensão da cobertura sobre tecnologia da Folha. É produzido por Alexandre Orrico, Emerson Kimura e Rafael Capanema.

BUSCA NO BLOG


SITES RELACIONADOS

RSS

ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. � proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.