Blog de Tec

Nada que é digital nos é estranho

 

Jornalista enredado em miríade de fios

Padrão que enlouquece

 

Quando comecei a escrever sobre informática, lá na década de 1980, a discussão sobre padrões já era avançada, acalorada e, para o público, com sem resultados adequados.

O modelo IBM PC parecia a salvação da lavoura, mas a indústria e os usuários se perdiam em outros emaranhados, tal como nós hoje em dia: programa de comunicação de diferentes empresas que não falavam entre si, equipamentos que deviam conversar e não conversavam, plugues que não se encaixavam em tomadas e assim por diante.

O mundo gira, a transportadora roda, e as coisas continuam como sempre, em verdadeiro atentado à praticidade e á economia.

Hoje, a porta USB é praticamente padrão universal de comunicação entre eletrônicos; praticamente, pois há a miniUSB, a USB mais fininha, a mais grossinha e por aí vai.

Pode parecer coisa pouca, mas contabilize na sua casa a quantidade de fios, conectores e plugues que atravancam seu ambiente.

O alimentador do notebook é um, o do celular é diferente, o do tocador de música digital um terceiro. Para conectar a câmera a seu computador, você usa um cabo, outro para ligá-la à rede elétrica. E onde você guarda tudo isso? E, na hora de pegar, qual é qual?

Isso para ficar só no básico. Se você gosta de vídeo, tem ainda a câmera; se pratica algum esporte, há outros aparelhinhos que precisam falar com o micro e também ser alimentados na rede elétrica.

Como todos têm o tal padrão USB, seria legal que você tivesse apenas um cabo universal, servindo em todos, você não acha?

Mas daí entra a necessidade de cada empresa de se diferenciar, além de supostos fatores técnicos.

O certo é que, para entrar na rede mundial de computadores e aproveitar as delícias do mundo virtual em sua plenitude, você acaba enredado em fios reais, concretos e enlouquecedores.

Escrito por Rodolfo Lucena às 15h51

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dell passa a vender em Wal-Marts brasileiros

No carrinho

A partir de hoje, computadores da Dell poderão ser comprados na rede de supermercados Wal-Mart.

As lojas que integram a cadeia no Brasil--são 95, incluindo os varejistas Wal-Mart Supercenter, BIG e Hiper Bompreço e o atacadista Sam´s Club-- passam a vender as máquinas Dimension E520 e E521, que saem, respectivamente, por R$ 2.299 e R$ 1.799

A Dell, que sempre vendeu diretamente ao consumidor, tanto por telefone quanto por internet, está mudando seu modelo de negócios.

A novidade começou nos EUA, onde a fabricante já havia feito uma parceria com a rede de supermercados Wal-Mart, para que as lojas passassem a vender seus computadores. Agora, o acordo começa a vigorar também no Brasil.

Escrito por Mariana Barros às 11h35

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Digg ganha mais recursos em outubro

Sugestivo

O Digg investe na inteligência artificial. Na  Conferência de Tecnologias Emergentes, do MIT, falou Kevin Rose, fundador do site. Depois das novidades para os perfis dos usuários, recém-lançadas, Rose disse que vem mais por aí em outubro.

Por exemplo, o editor social de notícias passará a sugerir sites de forma personalizada conforme as diggadas anteriores do usuário. A notícia é animadora. Pelo menos para mim, entusiasta do StumbleUpon --e nem tanto do Digg.

E parece que Rose deu uma pista de um serviço ainda mais interessante (e quase útil). Um recurso capaz de prever o futuro da popularidade de uma notícia nos seus estágios iniciais, de acordo com padrões que as pessoas interagirem com ela.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 17h42

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Wii Sports é estrela de premiação dos games

Prêmios

Com sete indicações, o Wii Sports, que convida os jogadores do Wii a usarem os controles do videogame como raquete de tênis, taco de golfe, taco de beisebol, bola de boliche e luva de boxe será a (provável) estrela no Video Games Awards, da Academia Britânica de Cinema e Televisão. É o jogo que concorre em mais categorias.

Quatro jogos ostentam cinco indicações: God of War 2, Crackdown, Okami e Gears of War.

A premiação, uma espécie de Oscar dos videogames, acontece no dia 23 de outubro. Veja quem concorre para ser o melhor jogo de 2007:

BIOSHOCK (Xbox 360) - (2K Boston/2K Australia/2K Games)
CRYSIS (PC) - (Crytek/Electronic Arts)
GEARS OF WAR (Xbox 360) (Epic Games/Microsoft Game Studios)
GUITAR HERO II (PS2) - (Harmonix/Activision/Red Octane)
KANE & LYNCH: DEAD MEN (Xbox 360) -(Eidos/Eidos)
WII SPORTS (Wii) - (Nintendo/Nintendo)

Para você, faltou algum? Mas daí, tem que tirar outro... Para melhor jogo, sim, fico com Wii Sports.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 15h56

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

São Paulo terá cinco operadoras de celular

Alô mamãe

Além da Unicel, que já conta com licença para operar desde o início deste ano, a Oi também entra na disputa pelo mercado paulista de telefonia móvel.

A Vivo equiparou-se à Tim, operando em todo o território nacional, e a Claro expandiu seus horizontes para Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão e Roraima.

Essas foram os primeiros lances do leilão de lotes de telefonia móvel, promovido pela Anatel. A disputa, que começou ontem, continua ao longo do dia.

Escrito por Mariana Barros às 15h21

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Samba no Wii

Maracas!

O site sobre games 1Up afirma que a Sega confirmou que vai lançar o jogo Samba de Amigo para o Wii. Fiquei curioso com o nome e descobri que o jogo não tem muito a ver com o Brasil.

Seria legal tocar um pandeiro com o controle do Wii, mas no caso desse game, o jogador vai de maracas mesmo.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 18h01

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Microsoft e Google disputam Facebook

Cabo-de-guerra

A comunidade Facebook está nos planos tanto da Microsoft quanto do Google.

Segundo o Wall Street Journal, ambas as empresas apresentaram proposta para investir no site, que tem 42 milhões de usuários ativos --em dezembro passado, eram 12 milhões.

Esse crescimento acelerado acabou rendendo gordas propostas. 

A da Microsoft estaria entre US$ 300 milhões e US$ 500 milhões e, se eventualmente o negócio for fechado, o Facebook passará a valer algo em torno de US$ 10 bilhões.

Por enquanto, é tudo especulação: nem Microsoft nem Google comentaram o negócio.

Escrito por Mariana Barros às 15h10

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Roupa modificada leva estudante à prisão

Valeu cadeia

A foto da AP mostra a parte frontal do moletom que valeu ao estudante do MIT Star Simpson voz de prisão e revólver na cara.

Ele usava a blusa decorada com uma placa de circuito impresso, fios e bateria quando foi preso, na sexta-feira passada, no aeroporto internacional de Logan, em Boston.

Sob ameaça de revólver, foi acusado de perturbar a paz de de carregar um artefato que imitaria uma bomba.

Escrito por Rodolfo Lucena às 13h25

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Firefox 3 é atualizado em versão extra-oficial

It´s a long way

Ainda demora para a terceira edição oficial do navegador Firefox ser lançada, mas, enquanto isso, a Mozilla vai lançando atualizações que dão uma palhinha do que virá por aí.

A edição alpha 8, por exemplo, traz várias melhorias de segurança, como um bloqueador de sites que contenham downloads maliciosos.

Escrito por Mariana Barros às 09h16

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pérolas do NY Times

O resto é história

O blog kottke aproveitou a abertura do arquivo on-line do NY Times, que agora pode ser revirado de graça, desde o nascimento do jornal, e fez um post muito legal com algumas das pérolas do diário norte-americano.

Por exemplo, a primeira menção à televisão, em 1907!!!, ou à World Wide Web, em 1993.

No embalo, eu procurei a primeira menção ao Brazil (com z, 20 de setembro de... 1851, dois dias depois do lançamento NY Times).

Escrito por Gustavo Villas Boas às 18h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Game roda em chip de oito núcleos

Milagre da multiplicação

A Intel apresentou hoje o Lost Planet, primeiro game a tirar proveito de um chip de oito núcleos.

Explorar o avanço do paralelismo e de seus chips de dois, quatro e até oito núcleos, é um dos maiores desafios da indústria de software, que sua a camisa para acompanhar o ritmo dos hardwares.

Os gráficos e os efeitos do jogo são bastante convincentes. Enquanto a aventura acontecia, um painel mostrava o desempenho de cada um dos núcleos, que vão sendo mais ou menos acionados conforme a ação se desenrola.

Escrito por Mariana Barros às 14h26

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

EUA desistem de redes Wi-Fi

Água fria

Enquanto no IDF fervilham propostas de conexão para portáteis, o jornal "USA Today" de hoje vem apresenta um pequeno iceberg: o custo e a complexidade das redes sem fio estão fazendo com que muitas cidades norte-americanas desistam de implantá-las.

Segundo a reportagem, Houston, Chicago e até San Francisco, que sedia o encontro da Intel, alegam que os investimentos são gigantescos e os projetos envolvidos são complicados demais.

Ainda assim, o número de redes Wi-Fi que estão sendo planejadas ou implantadas mais do que triplicou nos últimos dois anos.

No mundo todo, as 122 redes que existiam em 2005 passaram para 281 em 2006. E agora, em 2007, já são 415.

Escrito por Mariana Barros às 13h28

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

USB ganha versão sem fio

Caça aos cabos


As portas USB poderão em breve ser substituídas por uma nova geração, baseada em conexão sem fio.

Durante o IDF, executivos da Intel falaram sobre projetos que já vêm sendo desenvolvidos com a indústria para lançar aparelhos que se conectam por USB wireless.

Batizada de UWB, sigla para ultra wideband, a tecnologia serve para sincronizar portáteis –como tocadores, câmeras e discos rígidos sem fio-- com o computador e enviar documentos para a impressora, criando uma alternativa ao Wi-Fi e ao Bluetooth.

Com alcance restrito, a UWB foi criada para funcionar em ambientes pequenos, mas oferece bons padrões de velocidade.

Para um alcance de dois metros, chega a 480 Mbps; para um de dez metros, 100 Mbps. A banda que usa para operar fica entre 3,1 GHz e 10 GHz.

Segundo executivos, a UWB pode conviver perfeitamente com o Wi-Fi e o Bluetooth, mas, dependendo do caso, pode entrar em conflito com o WiMax, que usa uma freqüência mais próxima, entre 3,3 GHz e 3,9 GHz.

 Já existem ao menos seis aparelhos dotados de UWB sendo desenvolvidos. Microsoft, Philips, Realtek e Alereon estão entre as empresas que se aliaram à Intel no desenvolvimento do novo padrão.

O uso parece realmente fácil: esqueça os plugues; basta emparelhar os equipamentos para que eles comecem a trocar dados automaticamente.

A dúvida é como o USB sem fio pode funcionar quando o assunto é servir para recarregar a bateria dos portáteis. Haverá uma energia elétrica wireless a caminho?

Escrito por Mariana Barros às 20h19

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Você carrega o notebook para qualquer canto?

Notebook de mesa

Entre abril e junho deste ano, segundo a IDC, foram vendidos 300 mil notebooks no Brasil, ou praticamente o dobro das vendas no mesmo período do ano passado. A explosão dos portáteis é notável. Os preços caíram, a qualidade aumentou.

Hoje, em coletiva na USP, no prédio de engenharia elétrica, percebi que 6 das 13 mesas ocupadas na lanchonete ostentavam um laptop em uso. Metade, na prática.

Claro que o ambiente era propício, já que os estudantes e professores da politécnica precisam de computadores e, provavelmente, gostam deles. Mas, principalmente, a USP é um lugar seguro --pelo menos em comparação com o resto da capital, do Estado, do Brasil.

O meu notebook, eu uso só em casa. Não é, na verdade, o portátil que eu gostaria. Mas não me sinto seguro em carregar e usar em qualquer canto, na rua, na praça, como deveria ser.

 Alguém mais sente o mesmo problema?

Escrito por Gustavo Villas Boas às 16h33

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Emoticon comemora 25 anos

:-)  

Dá para acreditar que o simpático acima tem dia e hora de nascimento? Pois é. Hoje repercutiu pelo mundo da informática os 25 anos do emoticon. São aquelas letrinhas que dão sabores gráficos à escrita no computador.

Oficialmente _ou burocraticamente_ o sorrisinho nasceu em 19 de setembro de 1982, às 11h44, no horário da universidade Carnegie Mellon, sua maternidade. O pai é Scott Fahlman.

A mensagem de parto das carinhas pode ser vista aqui.

Na Wikipédia e em outros sites tem uma curiosidade. Em abril de 1857, um guia para operadores de telégrafo institucionalizava o número 73 no código morse como alguma coisa do tipo "beijos carinhosos", que depois se transformou em uma despedida fraternal. Em morse, 73 é --... ...--

Escrito por Gustavo Villas Boas às 14h47

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gordon Moore fala no IDF

O homem da lei

 

 

 

 

 

 

 

Gordon Moore, um dos fundadores da Intel (em 1968), fez uma das mais disputadas palestras do IDF, o fórum de desenvolvedores da Intel, em San Francisco.

O carismático executivo é autor da famosa lei de Moore, pela qual o número de transistores em um chip dobra a cada dois anos --constatação que continua sendo comprovada pelo desenvolvimento da indústria. 

Em um bate-papo com Moira Gunn, que pode ser assistido aqui, Moore falou sobre os primórdios da Intel e a evolução dos processadores.

Quando questionado sobre a dificuldade que uma empresa do porte da Intel tem na hora de tomar uma decisão importante, ele foi categórico:

"Você precisa decidir, de um modo ou de outro. A pior decisão é não decidir coisa alguma.

A decisão mais difícil representa a menor diferença entre duas escolhas. Então, uma decisão difícil é quase jogar uma moeda para cima. São nas decisões fáceis que você precisa tomar muito cuidado para acertar." 

Escrito por Mariana Barros às 13h05

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Conheça o Partido Pirata sueco

"O rei está nu"

Se um país mudar as leis de propriedade intelectual, uma mudança global se desencadeará. Será como dizer: "o rei está nu". Essa é  a opinião de Christian Engström, vice-presidente do Piratpartiet, ou Partido Pirata, que quer fazer da Suécia esse país. Com ligações com o mega-site de pirataria PirateBay, o partido é legal na Suécia e tem ambições eleitorais. Sua plataforma resume-se a três pontos: reforma das leis de direito autoral, fim do sistema de patentes e o respeito absoluto à privacidade do público.

Conheça um pouco mais de como são os piratas na política. Piratas suecos, é bom ressaltar.

Circuito Integrado - A luta contra as leis de direitos autorais, com a cópia não comercial totalmente permitida, não vai desmotivar produtores e, especialmente. financiadores da produção cultural?

Christian Engström - Nós não queremos acabar com as leis de copyright completamente. Nós queremos que cópias não comerciais sejam gratuitas, e nós queremos um limite de cinco anos para o termo de copyright, mas queremos manter a lei de copyright para distribuição comercial de novos trabalhos.

Para os músicos, isso vai mudar muito pouco em comparação com hoje. Os superstars mundiais provavelmente vão fazer um pouco menos de dinheiro no nosso sistema do que fazem hoje, mas continuariam podendo ganhar milhões de dólares com shows, assim como hoje.

Para músicos normais, nossa proposta provavelmente tornará um pouco mais fácil ganhar dinheiro. É certo que shows são a principal fonte de dinheiro para todos os tipos de músicos. O que nós vemos na Europa é que se os fãs gastarem menos dinheiro com CDs, porque podem fazer download, eles vão gastar mais dinheiro indo a shows e ouvindo música ao vivo.

Isso é muito bom para os artistas, porque eles tem uma margem de lucro muito maior com shows do que com CDs. Na Suécia, um artista, normalmente, vai ganhar de 5% a 7% do dinheiro da venda de um CD, mas cerca de 50% do dinheiro de um ingresso do seu show.

As companhias gravadoras com certeza vão perder lucro quando as pessoas gastarem seu dinheiro em música ao vivo no lugar de CDs. Mas isso é problema delas.

Artistas e fãs podem se encontrar diretamente na internet agora, e não precisam mais das gravadoras como intermediárias. Se essas companhias não chegarem com novas idéias e adicionar valores que as pessoas desejem, elas devem quebrar e desaparecer. Ninguém vai chorar por isso. Assim funciona a economia de mercado e é como deve funcionar.

Para a indústria de filme, um termo de copyright de cinco anos é mais do que suficiente. A expectativa é que maioria dos filmes de Hollywood dêem retorno financeiro nas primeiras semanas depois de seu lançamento. Muito poucos filmes continuam a dar dinheiro depois de cinco anos de produzidos, e os poucos que o fazem já terão sido pagos depois de cinco anos.

É verdade que a troca de arquivos legalizada dos filmes vai prejudicar as vendas de DVD pelos estúdios, mas atualmente metade dos lucros de Hollywood vem dos cinemas e das licenças para TVs comerciais. O mercado para cinemas e TVs continuará o mesmo se nossas propostas forem aprovadas, ainda vai existir muito dinheiro para os filmes serem feitos.

Se os grandes estúdios atuais não conseguirem um negócio rentável com esse dinheiro, existem produtores mais eficientes que ficarão mais do que felizes em tomar os seus lugares.

CI - As discussões do partido são voltadas apenas para Europa. E o resto do mundo?

Engström - Nosso objetivo é mudar as leis de copyright e patente no mundo todo, mas é verdade que quando apresentamos nossos argumentos, o fazemos de uma perspectiva sueca e européia.

Nós acreditamos que a Europa é o melhor lugar para começar uma reforma global da propriedade intelectual agora, e a Suécia, em particular, é o melhor na Europa para começar isso. O sistema internacional de copyright e patentes só funciona porque todo mundo acredita que patentes e copyrights representam um valor. Se um país quebrar esse acordo,  vai começar uma reação em cadeia em outros países. É só um país dizer “o rei está nu” para começar a mudança global.

O problema para um país que queira mudar as leis de copyright e patente é que os EUA, quase certamente, vão punir esse país com sanções comerciais. Isso é mais problemático em um país como o Brasil. Se o Brasil sozinho ir tão longe na mudança de copyright e patentes, os EUA podem (e vão) prejudicar muito a economia brasileira.

Mas os EUA não podem ameaçar a Suécia com sanções comerciais, porque a Suécia é membro da União Européia. A UE é forte como os EUA em termos econômicos. Os EUA e a UE tem PIBs semelhantes. Os EUA não podem vencer uma guerra comercial contra a UE.

Para a Suécia, isso representa uma oportunidade única. O parlamento pode mudar nosso sistema de copyright e patente porque somos uma nação independente, mas ao mesmo tempo estamos protegidos de sanções comerciais porque somos membros da União Européia.

O objetivo do Partido Pirata é mudar as leis de propriedade intelectual na Suécia, na Europa e no resto do mundo. Pensamos que a melhor forma de fazer isso é nessa ordem.

CI - Quais as vantagens para um país como o Brasil de uma plataforma como do seu partido?

Engström - São inúmeras.

Primeiro, seria muito benéfico se o Brasil pudesse produzir drogas farmacêuticas sem se preocupar com patentes. O país já é famoso por sua indústria farmacêutica de genéricos de sucesso. Se as patentes forem abolidas, será permitido para a indústria farmacêutica brasileira produzir remédios novos e não apenas aquelas com vinte anos de idade, como é a lei de patentes atual.

Além da possibilidade de salvar vidas tanto no Brasil como em outros países em desenvolvimento, vai ser muito mais barato para o governo brasileiro providenciar a sua população os remédios necessários. A exportação de remédios para outros países ou para a Europa, depois do fim das leis de patentes, também vai ser um fonte de receita para a economia brasileira

Em segundo lugar, nós apoiamos fortemente o software livre, como o linux. O que eu sei (apesar de não ser um expert em política brasileira) é que o Brasil está incentivando fortemente o uso do software livre, tanto o governo quanto a sociedade. Isso está absolutamente de acordo com a plataforma do Partido Pirata e existem boas razões para isso.

Usando o software livre, o Brasil pode economizar reservas para outras coisas. O software livre também é melhor para a economia local, porque as empresas de tecnologia têm acesso ao código-fonte e podem fazer elas mesmo modificações, sem ter que pedir para empresas estrangeiras. E o software livre é melhor do ponto de vista da segurança nacional, porque existe sempre o risco dos EUA poderem instalar spywares em produtos feitos lá, que podem ser usados como arma se existir uma tensão entre os dois países.

Em terceiro lugar, nós acreditamos que leis de copyright menos restritivas são boas para todas as culturas, em particular outros países que não os EUA e o Reino Unido. Enquanto os grandes estúdios e gravadoras tiverem o controle sobre a maior parte da distribuição cultural, a maioria do que vai estar disponível internacionalmente virá de países de língua inglesa, especialmente aqueles dois.

Mas, com a troca de arquivos na internet, qualquer um de qualquer país, incluindo Suécia e Brasil, pode atingir uma audiência global sem ser por meio dos canais tradicionais. É uma nova oportunidade para músicos, produtores de vídeo e outros artistas e vai incentivar a diversidade cultural.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 01h48

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

iPod Touch se esgota em San Francisco

Pão quente

As filas na Apple Store próxima à Union Square, em San Francisco, parecem filas de padaria.

Ontem, havia cerca de cinqüenta pessoas enfileiradas esperando a sua vez de comprar algum iPod ou acessório para o tocador mais popular do mundo. Resultado: o iPod Touch, modelo recém-lançado e que tem tela sensível ao toque, está esgotado.

Na cidade toda, segundo vendedores da Apple, não há mais um único exemplar à venda. O que resta é esperar a vez de brincar com o iPhone, que pode ser testado nas lojas --às vezes há fila até para botar as mãos nele.

A interface tátil explica a atração fatal pelos novos tocadores: navegar tocando a tela é mesmo uma outra experiência. 

É para essa loja da Union Square que os macmaníacos correm a cada vez que Steve Jobs anuncia um novo produto, o que costuma acontecer a alguns quarteirões dali, no centro de convenções Moscone Center.

O complexo de prédios, que sedia a MacWorld, evento anual da Apple, também é o abrigo da Intel e de seu IDF, que vai até quinta-feira.

Escrito por Mariana Barros às 14h03

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Chips ganham novos padrões

Na esteira

Estão quase prontos. Entre novembro deste ano e 2008, os consumidores assistirão à chegada de novas linhas de processadores Intel nas prateleiras.

Com estréia prometida para 12 de novembro, está o Penryn, que levará o atual padrão de 65 nanômetros para um ainda menor, de 45 nanômetros, permitindo um melhor aproveitamento de cada watt consumido.

O Penrym promete provocar uma redução de 60% no tamanho das CPUs e um aumento da memória cache, que deve ficar em 6 Mbytes para os modelos dual core e em 12 Mbytes para os quad cores. 

Outra novidade a aterrissar no mercado é a arquitetura Nehalem, que terá uma versão de oito núcleos em 2008. Para os gamers, vem aí o x38, que ambiciona criar novos patamares para os desenvolvedores e jogos. E, em 2009, deve chegar ao mercado chips de 32 nanômetros. 

Esse protótipo e os outros produtos foram apresentados por Paul Otellini, presidente da Intel, durante a abertura do IDF, em San Francisco. Ele explicou alguns dos motivos dessa evolução, como a resolução do problema de vazamento nos modelos que usavam portas de silício.

Aos substituir o silício por metal, o vazamento caiu para 10%, e a performance melhorou em 20%.

Otellini disse também que em vez de a Intel perseguir mais e mais gigahertz, a preocupação agora é aumentar a eficiência, aproveitando ao máximo a energia que alimenta os chips. 

Com isso, os notebooks são os principais beneficiados: com mais fôlego, se preparam para assumir o lugar dos desktops como a máquina dominante da indústria. A previsão também saiu da boca de Otellini, que aposta que em dois anos, os notebooks ultrapassarão os desktops. 

Escrito por Mariana Barros às 12h56

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Intel aposta no WiMax

Superteia

Enquanto a indústria de eletrônicos discute se a melhor conexão para aparelhos portáteis é a 3G, baseada em redes de telefonia celular, ou a WiMax, que funciona via rádio como uma versão do Wi-Fi com alcance muito maior, a Intel já escolheu seu lado: vai de WiMax.

Na palestra de abertura do IDF, o fórum de desenvolvedores da Intel, em San Francisco, Paul Otellini, presidente da empresa, anunciou para o meio de 2008 o lançamento de uma nova plataforma, batizada Montevina.

Sucessora da Santa Rosa, que é a atual geração em que se encontra a plataforma Centrino, a Montevina terá WiMax integrado e será compatível com os dois padrões de alta definição de vídeo, Blu-ray e HD DVD.

Com projeto de estabelecer uma rede WiMax no Japão, a Intel firmou parcerias com fabricantes como Acer, Lenovo, Panasonic, Toshiba e Asus, para fabricarem portáteis compatíveis com WiMax.

Segundo Otellini, em 2012 haverá 1,3 bilhão de pessoas conectadas em redes WiMax, tecnologia que atualmente já está funcionando em cerca de 120 redes, de acordo com dados da Intel.

Escrito por Mariana Barros às 12h29

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Buscador visual de imagens

Bagunça organizada

À primeira vista, parece uma bagunça. Mas o oSkope é um buscador útil de imagens (busca no Flickr, no YouTube, no eBay e na Amazon). Dá para escolher a forma que as imagens aparecem na tela _pilha, lista etc_ no menu no meio da lateral esquerda. Depois que os resultados aparecem, você pode arrastar e soltar as fotos para refazer a organização a seu modo.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 06h21

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PF exige nota no embarque de eletrônicos

Lenço e documento

Desde 3 de setembro, a polícia federal está exigindo a apresentação da nota fiscal de eletrônicos que forem deixar o país.

Se você for fazer uma viagem internacional e quiser levar aquele notebook que comprou no exterior, só poderá declarar o transporte dele mediante apresentação da nota fiscal.

Isso vale para notebooks, câmeras de mais de 5 Mpixels e, dependendo do caso, tocadores multimídia e games portáteis. Antes, bastava fornecer o número de série e uma descrição do aparelho.

Com a mudança, muitos passageiros não conseguiram declarar a saída de seus bens --como a repórter que vos fala... Segundo o fiscal que cuidava do registro de equipamentos, não há alernativa para quem estiver sem a nota; o jeito foi embarcar sem a declaração.

Cheguei hoje a San Francisco, onde começa amanhã o IDF, Fórum de Desenvolvedores da Intel. Ainda não se sabe qual será a novidade-carro-chefe do evento deste ano, que terá uma palestra com Paul Otellini, presidente da Intel, na terça-feira.

Escrito por Mariana Barros às 20h27

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Microsoft recomenda upgrade do MSN Messenger

Papo seguro

A Microsoft recomenda aos usuários das versões 6.2, 7.0 ou 7.5 do MSN Messenger ou da versão 8.0 do Windows Live Messenger que façam um upgrade para versão 8.1 do Windows Live Messenger.

A nova edição busca proteger os usuários do programa de bate-papo instantâneo de estarem vulneráveis ao ataque de hackers, que vêm integrando códigos maliciosos em convites para participar do chat.

Segundo a empresa, os usuários serão notificados do upgrade na hora em que se logarem no programa e devem ser direcionados automaticamente para fazer o download da versão mais recente.

Escrito por Mariana Barros às 11h19

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Tocador

Canta e dança

Provavelmente, em algum laboratório por aí, devem estar pensando em um aparelho que assobia e chupa cana. Enquanto isso não vem, a Sony deve colocar nas prateleiras, ainda neste mês, o Rolly, tocador de música com memória própria (1 Gbyte) e que também funciona como caixa de som bluetooth, além de dançar e da luz sincronizada com o som.

Custará, segundo blogs especializados, US$ 350. Eu não quero.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 17h20

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Robozinho pode ser companheiro de aprendizado

Os dois Zenos

Com seu filho Zeno no colo, David Hanson observa o robozinho Zeno (foto AP), que finalmente veio à luz depois de cinco anos de desenvolvimento na Hanson Robotics.

Zeno, o robô, tem cerca de três quilos e pouco mais de 40 cm. Ainda não consegue andar nem falar, mas tem uma face expressiva, e seus olhos podem acompanhar os movimentos do interlocutor.

Hanson imagina que o robô possa vir a ser companheiro de aprendizado de crianças. Saiba mais sobre ele AQUI.

Escrito por Rodolfo Lucena às 14h31

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Navegador experimental para o Flickr

Pelas cores

Esse site tem um divertido navegador experimental para o Flickr. O internauta se guia nas imagens por três critério: tema, cor e luminosidade. Infelizmente, são poucos os temas, mas para quem procura uma foto com uma cor predominante em especial, ele deve ser útil.

Mesmo que seja sem motivo nenhum, vale a pena brincar com ele. Os resultados são sempre bonitos.

É superfácil de mexer. Tá vendo os números acima?

No 1, escolha um dos temas. No 2, você decide a cor predominante das fotos. No 3, controla a luminosidade. Clicando em cima de uma das imagens, o Flickr abre.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 16h14

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

IBM entra para o time do OpenOffice.org

Liberex

A IBM é a nova parceira da Sun no desenvolvimento do pacote de programas de escritório baseados em código aberto, o OpenOffice.org.

Há quem diga que o movimento signifique que a IBM desistiu de ressucitar o seu SmartSuite; outros apostam no contrário, que se trata de um caminho para o relançamento de um pacote de softwares, mas baseado em código aberto, a exemplo do que a Sun fez com seu StarOffice.

De qualquer modo, a iniciativa pode representar alguma ameaça ao reinado da Microsoft e de seu popularíssimo MicrosoftOffice.

Segundo Andrew Updegrove, do Linux Foundation, o trabalho em conjunto de Sun e IBM "é a chance de quebrar com o monopólio de uma indústria que fatura US$ 15 bilhões em vendas anualmente, chance que acontece apenas uma vez a cada geração, quando acontece."

Escrito por Mariana Barros às 15h54

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Teste de atenção em vídeo

Teste de atenção

Peguei a dica no índice de blogs de ciência Science Blogs. É um teste de atenção conhecido. As instruções estão em inglês, no começo do vídeo. Você deve contar quantas vezes os homens de camiseta preta passam a bola de basquete.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 21h27

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Video Games Live põe orquestra para tocar sucessos dos games

Orquestra gamefônica

O Video Games Live é um evento que tenta aproximar os jovens da música clássica, segundo o produtor do evento na América Latina Sérgio Murilo Carvalho.

O show, executado pela Orquestra Sinfônica da Petrobrás, congrega música de clássicos do videogame, os tradicionais instrumentos de orquestra e luz--algumas execuções vão ser sincronizadas. Os sucessos vão de Mario e Sonic a Pong e Donkey Kong.

O evento acontece em São Paulo, na Via Funchal, neste domingo, no Rio de Janeiro, em 23/09 e Brasília, em 30/09. Os preços dos ingressos são salgados, mas, segundo Murilo, a procura tem sido boa. No ano passado, o evento teve ótima aceitação do público. A decepção, para Sérgio, é com a falta de apoio absoluto da indústria do videogame.

Quem se interessou, recomendo o site do Video Games Live, bem feito e com mais informações, inclusive com vídeos caprichados.

Abaixo, um clipe do You Tube do show.

 

Escrito por Gustavo Villas Boas às 15h52

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Podcasts ensinam idiomas

Ciberprofessor

O site Open Culture reuniu uma série de sites e podcasts destinados a ensinar idiomas. Do japonês ao português, são mais de 20 línguas para serem aprendidas on-line e gratuitamente. Experimente aqui.

Escrito por Mariana Barros às 14h03

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Imagens do Google Earth ajudam a buscar pesquisador

Resgate colaborativo

Fotos atualizadas do Estado norte-americano de Nevada, liberadas pelo Google Earth, estão sendo usados nas buscas do aventureiro Steve Fosset, cujo avião caiu ou pousou em lugar até agora não descoberto na região.

Fosset desapareceu no dia 3 de setembro, depois de decolar com seu Citabria monomotor para uma viagem que não deveria durar mais de três horas. As buscas por ele cobrem um área selvagem de 44 mil quilômetros quadrados em Nevada e na Califórnia.

Para ajudar nas buscas, o Google liberou imagens de satélite atualizadas, e a Amazon criou um mecanismo colaborativo de busca baseado no seu sistema Mechanical Turk.

O Mechanical Turk paga pessoas para executarem tarefas que são muito complexas para computadores, que levariam tempo demais para fazê-las sem promessa de resultado confiável, como traduções ou avaliações de imagens.

Os participantes fazem o download das fotos e de um programa que podem utilizar para marcar e avisar se notam alguma coisa que pareça uma área de acidente. Os criadores do programa dizem que o avião pareceria nas fotos como um objeto de 21 pixels de comprimento e 30 pixels na largura das asas.

Os patrulheiros de Nevada agradeceram a iniciativa, mas duvidam que o Google Earth consiga fazer o que os satélites militares não conseguiram.

Fosset, 63, é um aventureiro que contabiliza vários recordes na sua carreira. Em março de 2005, tornou-se o primeiro homem a dar a volta ao mundo num vôo solo, sem escalas.

Escrito por Rodolfo Lucena às 09h31

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Microsoft lança tradutor on-line gratuito

Tradutor

A Microsoft colocou no ar um site para tradução on-line de textos. O Windows Live Translator está em versão de testes e traduz de português para inglês e de inglês para português, aparentemente como falado e escrito no Brasil. O serviço  também abrange outras línguas.

Coloquei nele um trecho de um texto em inglês da própria Microsoft.

O resultado não é perfeito, mas achei bastante satisfatório em comparação com outros serviços de tradução gratuitos que eu conheço. Tem a opção de marcar que o texto refere-se a computadores.

Original inglês:

Download, install, and run the Windows Marketplace upgrade options tool to find out if you can upgrade in-place to your preferred edition of Windows Vista.
An in-place upgrade means you can install Windows Vista and keep your programs, files, and settings from your current version of Windows.
A clean install means your current version of Windows, including all of your files, settings, and programs, is automatically replaced. You can back up your files and settings, but must manually reinstall your programs when the installation is done.

Tradução:

Baixar, instalar e executar a ferramenta Opções de Atualização do Windows Marketplace para descobrir se você pode atualizar in-loco para sua edição preferencial do Windows Vista.
Uma atualização in-loco significa que você pode instalar o Windows Vista e manter os programas, arquivos e as configurações da sua versão atual do Windows.
Instalar um limpa significa sua versão atual do Windows, incluindo todos os seus arquivos, configurações e programas, é substituído automaticamente. Você pode fazer backup a arquivos e configurações, mas deve reinstalar manualmente seus programas quando a instalação estiver concluída.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 10h59

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Apple devolverá US$ 100 a donos de iPhone

Tipo assim, foi mal

Um dia depois de anunciar que a Apple pararia de fazer o iPhone de 4 Gbytes e que o preço do modelo de 8 Gbytes cairia US$ 200, de US$ 599 para US$ 399, Steve Jobs colocou carta no site da empresa dizendo que recebeu centenas de e-mails de consumidores enfurecidos (claro) por terem gasto mais para comprar o aparelho há menos de três meses.

Resumindo, Jobs diz na carta que o mundo da tecnologia é assim mesmo, os preços caem, produtos melhores são lançados e a vida continua. Ou seja, azar seu.

Mas, no final, pra mostrar como a Apple é legal, ele diz que quem comprou iPhone no preço antigo vai receber US$ 100 de volta, em crédito para comprar coisas, adivinhem, na loja da Apple.

Já imagino que isso não vai resolver as reclamações. Primeiro: falta devolver US$ 100, né, Steve? Segundo: crédito pra gastar na loja da Apple? Acho que a maioria preferiria em dinheiro.

Escrito por Paula Leite às 17h22

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Orkut facilita a investigação da vida alheia

Detetive

Todo mundo sabe que a principal função do Orkut é ficar fuçando no perfil dos outros. Por isso, é muito aconselhável que ninguém exponha detalhes da sua vida e coisas que você não deseja que alguma pessoa fique sabendo. Qualquer um com acesso ao computador pode ver suas fotos, scraps, etc e tal. na comunidade mais acessada pelos brasileiros.

Daí que o Orkut tornou tudo mais fácil para os curiosos. Agora, segundo o blog oficial do site, "qualquer alteração que você fizer aparecerá nas páginas iniciais de seus amigos também". A atualização é feita com o tempo, mas daqui a pouco todo mundo vai ter acesso a esse novo recurso.

Hoje fui surpreendido quando entrei na minha página e descobri que Fernanda está com o perfil atualizado e Cecília tem novas fotos.

Para quem não quer deixar mamão com açúcar para os amigos ficarem sabendo o que mudou na sua página, é possível, na página de configuração, desabilitar a função. Só que você também não ficará sabendo das novidades nos perfis dos outros, claro.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 17h07

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Google Reader incorpora busca

Cata-tudo

O leitor de notícias Google Reader lançou uma ferramenta de buscas. O site permite que o leitor receba, como se fosse em uma caixa de e-mail, as últimas notícias publicadas pelos sites que escolher acompanhar.

É possível salvar os conteúdos mais interessantes, encaminhá-los por e-mail e organizar tudo em pastas e por assunto.

Curioso é que, apesar de pertencer ao maior buscador da internet, o serviço não tinha campo de pesquisa para procurar pelos conteúdos. Não tinha --agora tem.

Escrito por Mariana Barros às 16h33

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Site processa Hulu por copiar nome

Sem imaginação

Quando a News Corp. e a NBC anunciaram que ia lançar o site de vídeos Hulu, na hora eu pensei: esse nome é parecido demais com o do Lulu, site que conheço há algum tempo.

E pelo jeito, não fui só eu que pensei isso. O Lulu, um site de auto-publicação de livros que existe há cinco anos, processou a News Corp. por infringir sua marca registrada.

Para o Lulu, o nome do site da News Corp. tenta criar confusão no mercado e "avança definitivamente" sobre sua marca.

Vamos ver quem vai ganhar essa disputa, mas é fato que a NBC já não passa por fase boa, depois de ter rompido seu contrato com o iTunes e posteriormente ter sido jogada no vento (link só para assinantes da Folha ou do UOL) pela Apple. Se tiver que mudar o nome de seu site de vídeos, vai ser um fiasco.

Escrito por Paula Leite às 14h12

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Brasileiros se destacam no Second Life

Brasil virtual

Os brasileiros ficaram em segundo lugar no número de usuários ativos no Second Life em julho. Usuários ativos são aqueles que ficaram mais de uma hora conectados durante o mês.

Em junho, o páis ficou em terceiro lugar, coladinho com a Alemanha, enquanto os EUA dominaram, posição que se repetiu em julho.

Em julho, foram 48.023 avatares brasileiros ativos, o que representa 8,55% do total. Se o país está em segundo no número  absoluto de usuários ativos, cai para a sétima posição na medição do número total de horas que esses avatares ficaram on-line, com 4,33% do tempo de conexão geral.

Os EUA ficaram com 130.928 ativos (26,55%). Foram 561.485 ativos em julho ante 484.981 em junho. Mas os usuários premium, que pagam uma taxa extra para ter privilégios como poder comprar terras no jogo, requisito para os empreendedores, diminuíram. Foram 88.797 em julho contra 94.607 em junho.

Outro detalhe revelado pelos dados da prórpia Linden, produtora do jogo: pouco mais de 20% das sessões de Second Life quebram, ou seja, acabam de forma anormal e involuntária.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 15h27

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Novo iPod tem tela sensível e Wi-Fi

iPhone sem o telefone

A Apple, em sua mega-aguardada coletiva de hoje, anunciou o novo iPod: chamado de Touch, ele tem tela sensível igual à do iPhone, só que é mais fino (8 mm).

Tem ainda Wi-Fi e a loja iTunes pode ser acessada direto do iPod para comprar canções. Só para lembrar, o outro famoso MP3 player com Wi-Fi (Zune, da Microsoft) não permite comprar músicas direto da rede sem fio.

A interface de vídeo, fotos etc. é igual à do iPhone e o novo iPod tem ainda o browser Safari para navegar na internet. Dá também para ver vídeos do YouTube no iPod via Wi-Fi.

Basicamente, então, o novo iPod tem o melhor do iPhone, mas sem o telefone em si e funções correlatas, como SMS e caixa postal, e sem ficar amarrado à AT&T. O aparelhinho virá com 8 Gbytes ou 16 Gbytes, por US$ 299 e US$ 399, respectivamente.

Outras novidades: o iPod Nano ganhou uma telinha maior, widescreen, de duas polegadas, e agora toca vídeo, além de vir em várias cores. Também tem games como Sudoku. Vai custar US$ 149 e US$ 199, por 4 Gbytes e 8 Gbytes, respectivamente.

O Shuffle ganhou novas cores, inclusive o vermelho, do projeto PRODUCT(RED), que ajuda a África. Capacidade de 1 Gbyte, por US$ 79.

O iPod antigo com vídeo continua e agora se chama iPod Classic. Com capacidade de 80 Gbytes ou 160 Gbytes, vão custar US$ 249 e US$ 349, respectivamente.

E a loja iTunes Wi-Fi também estará disponível para o iPhone. Aliás, os donos do telefone vão poder baixar ringtones para o iPhone por US$ 0,99.

Mas não é só isso: a Apple desistiu do iPhone de 4 Gbytes e o de 8 Gbytes agora custa US$ 399 (US$ 200 a menos). Nesse momento, donos de iPhones em todo os EUA devem estar xingando a Apple.

O iPod Touch chega ainda nesse mês às lojas dos EUA e a loja iTunes Wi-Fi também estréia até o final de setembro. Os outros produtos estarão nas lojas já neste final de semana por lá.

Foto: Steve Jobs com o novo iPod Touch/Crédito: Paul Sakuma/Associated Press

Escrito por Paula Leite às 14h20

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Notebook da Palm não será mais lançado

Abortar missão

Depois de ter sido massacrado pela mídia especializada, o Foleo, notebook supercompacto anunciado pela Palm, não chegará mais às prateleiras.

A empresa desistiu de lançá-lo porque disse ter percebido que os consumidores querem ter apenas um aparelho portátil --o Foleo dependia de estar conectado a um smarthpone para funcionar.

Com tela de dez polegadas, ele se ligaria ao celular por Bluetooth, funcionando como uma ponte para a conexão à internet.

Escrito por Mariana Barros às 13h59

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Blog acompanha filme de diretor de

"Blindness"

Dirigido por Fernando Meirelles, o filme é baseado no livro "Ensaio Sobre a Cegueira", do escritor português José Saramago. Melhor que eu, o próprio blog do diretor, que fala sobre a filmagem, pode contar sobre a adaptação cinematográfica.

Fica a dica de como eu descobri o blog de Meirelles: através do Delicious --o site de favoritos coletivo--, procurando pelos blogs mais populares nele, hoje. Eu coloco assim na barra de endereços do navegador: www.delicious.com/popular/BLOG . Se estivesse procurando por sites sobre música, por exemplo, iria de www.delicious.com/popular/MUSIC .

Infelizmente, como o inglês é muito mais popular entre os usuários, as indicações nessa língua são mais apuradas; o site depende do número de pessoas classificandos outras páginas com etiquetas.

Mas vale a pena experimentar com qualquer palavra; dá para sempre ficar atento às novidades na rede.

Escrito por Gustavo Villas Boas às 14h46

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Blog de tecnologia Engadget sorteia brindes

Quem quer gadgets?

O blog Engadget vai sortear mais de cem aparelhos, jogos e brindes a partir da 1 da manhã de hoje, horário daqui (meia-noite de lá).

Funciona assim: a cada seis horas, começa uma nova rodada em que o prêmio é um conjunto de três brindes. As inscrições para cada rodada ficam abertas por essas seis horas.

Para participar, tem que deixar um comentário no post de cada rodada. Você pode participar uma vez por rodada, em quantas quiser, até ganhar alguma coisa. Leia as regras aqui.

O Engadget avisa que a maioria dos prêmios pode ser mandada para qualquer lugar do mundo, mas alguns, como celulares travados para operadoras americanas, não adiantam nada para os estrangeiros. O blog também diz que alguns prêmios são aparelhos meio antiguinhos.

As rodadas acontecem nessa semana, sempre à 1 da manhã, 7 da manhã, 1 da tarde e 7 da noite. Vai participar?

Escrito por Paula Leite às 17h24

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Blogueiros criam site interativo para auxiliar iniciantes

Manual do blog

A blogosfera parece ter ganho a sua própria Wikipédia, celebrada enciclopédia on-line cujos artigos são criados e editados pelos próprios internautas.

Na Blogosferawiki, a coisa funciona do mesmo jeito, só que o tema é restrito ao universo dos diários on-line.

Há dicas para criar blogs, publicar conteúdos especiais, medir a audiência e faturar algum, além de referências acadêmicas que abrangem estudos sobre o assunto.

Escrito por Mariana Barros às 09h42

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

IFA 2007 - Berlim

Programão do findi

Não é por nada, não, mas ir durante o final de semana a uma gigantesca feira de eletrônica de consumo aberta ao público não é exatamente a coisa mais saudável do mundo para quem está garimpando informações.

Em compensação, permite ao repórter uma comunhão com seu público (ou, pelo menos, com o que poderia ser seu público na Europa) que é rara e, de certa forma, educativa.

Vi famílias inteiras se acotovelando pelos corredores, pais e mães empurrando carrinhos de bebê (aos montes, impressionante a vontade desse povo), jovens casais de namorados, velhos casais de namorados, solteiros e solteiras, gente tentando curtir uma com as recpcionistas (e os recepcionistas), enfim, um circo.

E as mais de 2.000 empresas aqui presentes, cujos estandes ocupam 114 mil metros quadrados, colaboram, participam, incentivam esse encontro de gentes e tecnologias. Além das bandas tocando em diversos estandes, há shows de gente famosa (aqui, pelo menos) no jardim de verão, um supergramado que fica no centro do quadrillátero formado pelos 26 pavilhões.

E, principalmente, as empresas dão brindes. Quer dizer, trocam por informações, pois o presentinho só é entregue se o sujeito preencher algum cadastro, participar de alguma brincadeira, assistir a algum tipo de apresentação ou se dignar a entrar em sorteios. Estes últimos, porém, podem valer a pena para os sortudos: no sábado, passei por um estando no exato instante em que estava sendo apurado o sorteio de um notebook cheio de mequetrefes.

Quem ganhou foi uma jovem senhora, meio com jeitão de interiorana. Ela quase foi às lágrimas e depois festejou o prêmio aos beijos com seu namorado ou coisa que o valha.

Quanto às minhas pesquisas, foram bem satisfatórias. Para minha surpresa, havia nos estandes gente apta a dar informações, e eu pude melhorar meu material, além de fazer novas fotos. Espero que você goste: estará tudo na edição de Informática da próxima quarta-feira.

Escrito por Rodolfo Lucena às 13h54

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

O Blog de Tec é uma extensão da cobertura sobre tecnologia da Folha. É produzido por Alexandre Orrico, Emerson Kimura e Rafael Capanema.

BUSCA NO BLOG


SITES RELACIONADOS

RSS

ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. � proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.